As constelações são linhas imaginárias que unem as estrelas, estrelas que muitas vezes nem estão próximas umas das outras.

As constelações eram muito importantes para as civilizações dado que eram formas de orientação e de contagem do tempo. A observação da esfera celeste (céu noturno) e as suas mudanças permitiam que conseguissem conhecer os tempos das colhetas, etc. navegar nos oceanos e explorar a Terra.

A esfera celeste observada pela Terra é diferente no Hemisfério Norte (onde os Açores estão) e no Hemisfério Sul e varia ao longo do ano, logo certas constelações podem ser vista apenas num dos hemisférios e em algum mês ou meses específicos do ano.

Por exemplo, as constelações Ursa Maior e Ursa Menor só são visíveis pelo hemisfério norte. A constelação de Ursa Menor serve para identificar o Ponto Cardeal do Norte dado que a última estrela da cauda é a Estrela Polar. No Hemisfério Sul, a constelação do Cruzeiro do Sul permite identificar o Sul.

A cada constelação está associada uma história mitológica e existem culturas para as quais algumas constelações são muito importantes, como por exemplo, as constelações do zodíaco.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s